Notícias & Insights

Quem faz streaming adora as marcas. Agora é oficial.

Vivemos em um mundo comandado pelo tempo, voltado para as telas e onde tudo acontece sob demanda. As pessoas passam 21% mais tempo em aplicativos móveis (e 79% mais tempo em aplicativos de música) do que no ano passado. A televisão e o cinema estão sendo substituídos por serviços on-demand. As receitas globais de plataformas de streaming e assinatura de música aumentaram 51% no último ano, indicando uma mudança importante na forma como as pessoas ouvem música.

Diante dessas tendências irreversíveis, os profissionais de marketing se deparam com oportunidades e desafios completamente novos. Será que eles vão conseguir alcançar de maneira eficaz esse público valioso, mas fugaz? Por sorte, a imagem do consumidor de streaming está se tornando cada vez mais clara – e ela é bastante promissora:

A probabilidade de defender e sentir uma conexão emocional com uma marca é duas vezes maior entre as pessoas que usam streaming do que entre aquelas que não.

Essa foi a principal observação da Brand Impact Study, uma pesquisa de impacto de marcas feita com 4.500 pessoas em nove países, em que os entrevistados informaram como ouvem música e compartilharam o que acham e sentem com relação a mais de 200 marcas de cinco mercados verticais. Realizada pela comScore a pedido do Spotify for Brands, esse foi o primeiro de uma série de estudos de impacto, que tem o objetivo de definir e quantificar a experiência do usuário de streaming.

Veja aqui os pontos mais importantes. Em comparação com outras pessoas, quem usa streaming pelo menos uma vez por mês está:

  • 2x mais disposto, pelo menos, a pagar mais por uma marca
  • 61% mais propenso a recomendar uma marca para seus amigos
  • 74% mais propenso a descrever uma marca como “a única marca para mim”
  • 70% mais propenso a dizer que uma marca é legal e divertida

O estudo também analisou como esses públicos ouvem música, consomem mídia, fazem suas compras, usam meios de transporte e muito mais. Ele mostrou que os usuários de streaming são:

  • 74% mais propensos a ouvir música em smartphones
  • 3x+ mais propensos, pelo menos, a ouvir música enquanto fazem compras ou viajam
  • 2x mais propensos a ouvir música no trabalho ou na escola e enquanto fazem atividade física
  • 5x mais propensos a assistir TV e filmes online todos os dias

Por fim, também comparamos os nossos usuários (pessoas que usam o Spotify pelo menos uma vez por mês) com as pessoas que não usam streaming. Veja aqui alguns resultados:

  • 3x mais dispostos a pagar mais por uma marca
  • Quase 2x mais propensos a recomendar marcas aos amigos
  • 2x mais propensos a ouvir música em smartphones e mais de 2x mais propensos a ouvir em tablets
  • Quase 5x mais propensos a ouvir música enquanto fazem compras
  • 3x mais propensos a ouvir música no trabalho, na escola ou enquanto fazem atividade física
  • Mais de 6x mais propensos a assistir TV e filmes online todos os dias

Let’s talk

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.